ATENDIMENTOS

Potencial Evocado Auditivo - BERA


Este método avalia  a transmissão de um estímulo sonoro a partir da cóclea (no ouvido interno), transmitido para o cérebro através de estruturas do Sistema Nervoso, todas relacionadas à audição e por contiguidade, ao equilíbrio. A geração de ondas na passagem por cada estrutura permite ao especialista auxiliar no diagnóstico de várias doenças e distúrbios.
 
INDICAÇÕES
  • Zumbidos
  • Déficit auditivo (determinação do limiar auditivo, independente da informação do paciente)
  • Tonturas, vertigens (em algumas situações, sintomas labirínticos podem esconder outros problemas)
  • Atraso na aquisição de linguagem
  • Controle da audição após meningite, após uso de antibióticos do grupo aminoglicosídeos e de outros ototóxicos
  • Outras disfunções do VIII nervo e/ou Tronco Cerebral (lesões isquêmicas, hemorrágicas, tumores, desmielinizantes - como Esclerose Múltipla - entre outras)
  • Perícia Médica, identificação de existência ou não de lesão orgânica nos transtornos auditivos.
 
ALGO MAlS
É um exame incômodo?
Não. Os eletrodos são de superfícies, e os cliques sonoros costumam ser bem tolerados. Necessária a cooperação do paciente, que permanecerá em repouso.
 
Qual o tempo de duração do exame?
Cerca de 30-40 minutos.
 
É necessário algum preparo antes?
Nada de especial. É conveniente que o paciente esteja com o cabelo limpo e seco, calmo, cooperante ou, eventualmente, sedado (crianças não cooperantes).
 

 
 
voltar